MUDA DE ORQUÍDEA, COMO TIRAR E REPRODUZIR MUDAS Plantar Em Casa

Multiplicar as orquídeas da coleção é um desejo de todo colecionador. Olá Ismalia! é realmente chato como que alguem joga uma planta fora assim, mas você fez bem em resgata-la. Bom essa casca de coco seca bem curtida funciona bem mesmo e como ela está bem continue com os cuidados que está tendo, mas recomendo para você que tem apenas essa planta que compre adubo Biofert Orquídeas que é um adubo bem completo para orquídeas e bom para quem tem pouca planta. Você pode comprar pronto uso que já está pronto para usar ou concentrado que você dilui conforme a recomendação do fabricante e aplica semanalmente ou quinzenalmente principalmente nas raízes da planta.
Após a floração é comum que as orquídeas comecem a produzir brotos. É importante aguardar um período mínimo de pelo menos um mês após surgimento dos brotos, para replantá-los em outro vaso. Deixá-los junto com a planta que os deu origem não é ruim, as orquídeas estão bastante adaptadas à essa situação. Caso queira transplantar, basta cortar com auxílio de uma tesoura, broto com a raíz e removê-lo da planta-mãe. transplante deve ser feito para um vaso de barro com uso de substrato específico para orquídeas, que pode ser encontrado facilmente em lojas de plantas. melhor período para realizar transplantes de orquídeas é na primavera, de Setembro à Dezembro.
Sim, você pode preparar substratos sem casca de pinus e sphagnum. A mistura não é fixa, cada um adapta da forma que acha melhor. ideal é ajustar os materiais de modo que eles não fiquem muito tempo encharcados nem sequem muito rapidamente. É um balanço, um ajuste fino. Há quem cultive somente em brita ou carvão, por exemplo, com bastante sucesso. É uma questão de se adaptar método de cultivo.
Uma orquídea híbrida é a combinação das características de cada um de seus genitores. Assim, os cultivadores primeiro analisam que tipo de flor gostariam de produzir. Eles talvez estejam pensando em determinadas cores, listras ou manchas. Pode ser que queiram combinar essas características numa planta com flores pequenas ou grandes. A fragrância é um outro fator. Com esses pontos em mente, eles escolhem duas orquídeas com as características que desejam passar para a nova planta. Por exemplo, um cultivador de orquídeas talvez escolha a espécie Paphiopedilum armeniacum como um dos genitores. Essa orquídea foi descoberta na China em 1979. Em geral, ela confere um forte tom amarelo dourado à sua descendência híbrida, algumas das quais são belíssimas.
não consigo manter a ereção por muito tempo as orquídeas em troncos, mais prático é plantar em árvores. Mas como minha casa é nova, ainda não tenho árvores de bom porte no meu jardim. Então optei por utilizar troncos secos, que podem ser obtidos no chão de florestas, restos de podas, em madeireiras, ou mesmo em lojas de materiais de construção, pois é muito comum utilizar troncos como escora para lajes em construção. Neste caso, não utilize troncos que liberem resinas, como os de pinus. As orquídeas detestam resina e suas raízes não se fixam. Também não adianta tentar plantar naqueles troncos que imitam xaxim, que são feitos de fibra de côco compactada com cola. Qualquer base que contenha produtos químicos, as orquídeas não se adaptam.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *